Cuidados com os filhotes de pastor alemão

Podemos dividir os períodos de crescimento dos filhotes em quatro fases: Período neonatal, que vai do momento do nascimento até 15 dias de vida; Período de transição, que vai de 16 dias até 30 dias; Período de socialização, que compreende de 5 a 12 semanas de vida e finalmente o período juvenil, que começa com 13 semanas indo até a puberdade, que normalmente ocorre entre nove meses e um ano de idade.

Trataremos neste tópico do período neonatal, transição e socialização. O período neonatal é uma das fazes onde o filhote e a mãe precisam de atenção e cuidados. Logo após o nascimento, deve-se aplicar iodo 2% no umbigo dos filhotes, para manter limpa a cicatriz umbilical e acelerar o processo de cicatrização.  Esse procedimento deve ser feito duas vezes ao dia, durante os sete primeiros dias de vida dos filhotes.

Para entrar no canil-maternidade, deve-se utilizar botas de borracha ou calçado que só seja utilizado para essa finalidade, afim de evitar a carreação de microorganismos e bactérias para o ambiente dos filhotes. Devemos também tomar cuidado com as roupas, elas devem estar limpas e sem contato anterior com outros animais.

A forração do berço-maternidade deve ser trocada pelo menos duas vezes ao dia, seja ela feita de jornal, panos ou qualquer outro material. Isso mantém a limpeza do ambiente e evita a proliferação de microorganismos.

Devemos manipular o menos possível os filhotes nesse período. Normalmente as cadelas paridas, quando já acostumadas ao proprietário, são bem mansas e aceitam a aproximação de pessoas. Os filhotes ainda são muito frágeis nessa fase e por isso deve-se evitar a manipulação desnecessária. No caso de receber visitas em casa, em hipótese alguma deixe os filhotes serem manipulados. Evite grande número de pessoas estranhas ao redor do berço-maternidade, isso estressa a mãe, além de expor os filhotes a possíveis contaminações trazidas da rua pelos visitantes.

Nesta fase os filhotes mamam em um intervalo de 2 a 3 horas, permanecendo dormindo o restante do período. A mãe normalmente só abandona o berço para se alimentar e fazer suas necessidades.  O proprietário deve observar sempre as atitudes da mãe e dos filhotes, porém intervir apenas em casos necessários. A mudança do período neonatal para o período de transição é marcada pela abertura dos olhos dos filhotes, que ocorre por volta dos 15 dias de idade.

O período de transição é a fase onde o filhote muda sua alimentação. A partir dos 25 dias de idade, a mãe diminui a freqüência de amamentação dos filhotes. Nessa idade os filhotes começam a apresentar unhas e dentes, além de terem uma força de sucção muito maior. Isso faz com que a pele ao redor da mama da cadela fique sensível e ela evite deixar os filhos mamarem por muito tempo. A primeira desvermifugação deve ser feita com 20 dias e repetida aos 53 dias de idade.

Neste período começamos a oferecer para os filhotes a papinha de desmame, que deve ser feita com ração filhote triturada e água ou leite morno misturados. Existem alguns produtos em pó prontos para se fazer essa mistura. Pode-se adicionar também um pouco de carne moída cozida ao preparo. Essa papinha deve ser oferecida aos poucos para ir substituindo o leite materno. O ideal é colocar a papinha em duas ou mais vasilhas diferentes, dependendo do tamanho da ninhada, para que todos os filhotes possam comer a mesma quantidade.  

Conforme a aceitação da papinha vai aumentando, ela deve ser oferecida mais vezes ao dia, até chegar a quatro vezes por dia. A partir dos 40 dias de vida, devemos deixar uma pequena quantidade de ração seca no canil para que os filhotes comecem a se acostumar com o tipo de alimento. Normalmente com 50 dias de vida todos os filhotes comem ração seca sem problemas.

Nesta fase os filhotes começam a andar, alguns tentam sair do berço-maternidade. È nesta idade também que eles passam a ter o contato visual com o meio externo e passam a ficarem mais ativos.

A partir da 5ª semana de vida, o período de socialização começa a ocorrer. Os filhotes não ficam mais dentro do berço-maternidade, pois eles já conseguem sair sozinhos do seu interior. Nesta fase podemos retirar o berço e manter o chão do canil forrado com jornal ou pano. Isso ajuda a manter uma temperatura e auxilia na limpeza do ambiente.   

A partir dos 40 dias de nascimento a mãe não deixa mais o filhote mamar, porém é importante mantê-la perto dos filhotes. Isso faz com que os filhotes fiquem mais protegidos e evita o desmame precoce da ninhada. A mãe deve ser separada dos filhotes entre 50 e 55 dias de vida. Nesta fase a mãe tem o papel importantíssimo de iniciar a educação dos filhos. É muito comum ver a mãe repreendendo o filhote com mordidas leves na região do pescoço. A interação entre os filhotes também é bem grande.

A primeira dose da vacina óctupla (V8) deve ser dada entre 50 e 55 dias de idade. No nosso canil fazemos a aplicação com 55 dias de idade, isso para evitar que a imunidade materna seja interferida pela imunidade gerada pela vacina. Normalmente os filhotes não apresentam reação vacinal. Com 60 dias os filhotes estão prontos para serem retirados do seu ambiente.

Tire suas dúvidas sobre cães entrando em contato conosco através do nosso e-mail, na seção Fale Conosco ou deixando suas dúvidas no nosso Fórum. Teremos o maior prazer em responder as suas questões.